Escapulário: conheça a história e o significado do colar religioso

História e significado do escapulário

A população brasileira é majoritariamente cristã, sendo 87% das pessoas adeptas ao cristianismo. E desde o início dos tempos, as pessoas fazem uso de ornamentos religiosos – como crucifixos, medalhões e terços – em sinal da sua fé ou como amuletos de proteção.

A popularização de alguns símbolos acabou caindo no modismo e se tornou uma forma muito legal de exibir suas crenças e até mesmo demonstrar a personalidade de quem usa.

É cada vez mais comum encontrar joias e semijoias que tragam a representatividade religiosa, mas nem sempre conhecemos a fundo a simbologia desses objetos, como é o caso do escapulário.

Com certeza você já deve ter visto um escapulário por aí e se perguntado do que se tratava. Bom, chegou a hora de saber tudo sobre ele!

O que é o escapulário?

O escapulário – também conhecido como “bentinho do Carmo” – é um símbolo que vem do cristianismo e representa devoção. Ele surgiu como um sinal de afeto à Nossa Senhora do Carmo pela santíssima Virgem Maria.

Tradicionalmente, o escapulário era um manto vestido sobre os ombros e é daí que vem seu nome – já que “scàpula”, em latim, significa ombros. E com o passar do tempo, foi modificado e simplificado para facilitar seu uso entre as pessoas.

É possível encontrar vários modelos de escapulários que trazem a imagem de diversos santos, porém o mais comum, é o escapulário com a imagem da Virgem Maria e de Jesus.

História e significado do escapulário
Alguns dos famosos adeptos ao uso do escapulário! Foto: Reprodução

Qual o significado do escapulário?

Para os religiosos, o escapulário está intimamente ligado a consagração. Já para outros fiéis, ele representa devoção, afeto e conexão. Também representa o amor e amparo de Maria, a Nossa Senhora, que nos auxilia a viver em harmonia e em santidade.

O escapulário não se trata de um amuleto ou objeto de proteção. Também não traz sorte e tão pouco afasta o“mau olhado”. Apesar de ter se tornado de uso comum, ele não deixa de ser um sacramento e seu uso deve ser consciente. Então se decidir usar um, escolha com o coração, levando em consideração a sua fé e respeitando sua origem, história e significado.

Como usar o escapulário

Muitas pessoas acabam usando a corrente por modismo, sem conhecer as suas reais definições. Mas como já falamos, ele carrega um significado poderoso, então a Igreja Católica estabeleceu alguns compromissos para usar da maneira correta:

  • Buscar a Deus em primeiro lugar;
  • Ter o hábito de ler a Bíblia e praticar seus ensinamentos no dia a dia;
  • Ter um relacionamento com Deus através de rezas e orações;
  • Ser solidário com as pessoas que estão em nossa volta e ampará-las em caso de necessidade;
  • Viver em comunhão com a igreja.

Como amarrar o escapulário?

Hoje é possível encontrar vários modelos de escapulários e inclusive, confeccionados em metais nobres como ouro, prata e até adornado em pedras preciosas. Esses exemplos são mais modernos e com feixes práticos que não requerem amarrações, mas o modelo tradicional de escapulário é em cordão.

Para amarrar corretamente, escolha a altura do seu escapulário – analise se deseja usá-lo mais comprido por baixo da roupa, ou mais curto por cima, como um colar mesmo – posicione e dê um nó bem apertado, mantendo-o no lugar.

Agora que você já sabe o que é o escapulário, pode escolher o seu na RiosLuz e usar com a consciência tranquila!

Conte pra gente se você já conhecia o significado e a história desse colar religioso. Aproveite para compartilhar o texto com as suas amigas que adoram curiosidades também!

riosluz semijoias

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *